quinta-feira, 11 de agosto de 2016

A Wicca e os Celtas



http://4.bp.blogspot.com/-tkDL9lWIaz0/TatSSbkVlOI/AAAAAAAAAlQ/C9Mebmp0m4o/s1600/triqueta1.jpg
O conceito de Magia Wicca que se conhece atualmente, surgiu com os Celtas no período neolítico nas regiões da Irlanda, Inglaterra e País de Gales, atingindo posteriormente a Itália e a França. Apesar do povo celta ter se espalhado por terras tão distantes, seus costumes não se fragmentaram. Pois o idioma, a arte e a religião sedimentavam a base cultural.
http://2.bp.blogspot.com/-yB9yAwOnm54/ULlIy9eMgVI/AAAAAAAABVI/CfJa6PFfMs8/s1600/circulo-druidas.jpg 
A raiz filosófica e espiritual dos celtas era baseada no Druidismo, uma religião politeísta que reverenciava duas divindades principais: a Deusa Mãe (chamada de Ceridwen), que representa a criação e a fecundação onde todo o universo se originou; e seu filho, o Deus Cornífero (chamado de Cernunos), o pólo masculino que representa a fertilização. 

A única forma de alcançar as divindades era mantendo uma estreita relação com a natureza. Até mesmo o calendário era orientado através da natureza. Os celtas realizavam festivais ritualísticos celebrando suas divindades, praticavam a agricultura e a cura através das ervas.

A iniciação nos mistérios druídicos durava em média 20 anos e os ensinamentos eram transmitidos oralmente, pois temiam que a palavra escrita pudesse se tornar veículo de Magia incontrolável.
Ao se espalhar pela Europa, os celtas levaram suas crenças nativas que se combinaram ao conjunto de crendices local, dando origem ao conceito primitivo da Wicca.